Blog do Dr Jairo Bouer
 

28/02/2011

Sonambulismo pode ser genético

            Um estudo feito na Washington University School of Medicine, nos Estados Unidos, mostrou que o sonambulismo pode ter um determinante genético. Uma alteração no cromossomo 20 seria responsável pelo distúrbio. O sonambulismo afeta até 10% das crianças e persiste em um a cada 50 adultos. Na maioria das vezes, a condição é benigna e regride espontaneamente com a idade.

            Na pesquisa, uma família em que quatro gerações eram afetadas pelo sonambulismo foi acompanhada pelos cientistas. De 22 membros, nove sofriam do distúrbio. Foram colhidas amostras de saliva dos integrantes da família para que se analisasse seu DNA. O mapeamento do genoma mostrou que havia uma alteração no cromossomo 20 de quem tinha sonambulismo, e essas pessoas tinham 50% de chance de passar o cromossomo com a mutação para seus descendentes.  Não se sabe ao certo qual o gene envolvido com o distúrbio, mas se suspeita que seja o responsável pela enzima adenosina deaminase. Este mesmo gene já é conhecido pela suas associação com a fase do sono em que acontece o sonambulismo.

Para ler mais sobre o estudo acesse http://www.neurology.org/content/76/1/49.abstract?sid=414d4af5-a122-4315-9c76-c09625c87d0f.

Escrito por Jairo Bouer as 11h25

O espaço de comentários do blog do Dr. Jairo Bouer pode ser moderado. Regras de uso

Muito celular pode alterar atividade do cérebro

            Um estudo feito pelos Centros Nacionais de Saúde dos Estados Unidos mostrou que o uso prolongado de celular faz com que haja maior consumo de glicose na região próxima ao telefone, indicando aumento da atividade cerebral nessa área. A pesquisa não conclui se isso tem efeitos maléficos ou cancerígenos ao usuário.

            Os pesquisadores contaram com 47 voluntários que ficaram com dois aparelhos próximos ao ouvido, um ligado e outro desligado. O volume dos dois telefones estava desativado, para que eles não notassem a diferença. Durante 50 minutos a atividade cerebral dos voluntários foi monitorada, sendo notado um aumento de 7% de glicose perto do telefone ligado. São necessários outros estudos para se concluir se isso traz efeitos danosos à saúde.

Para ler mais sobre a pesquisa acesse http://jama.ama-assn.org/content/305/8/808.short.

Escrito por Jairo Bouer as 11h24

O espaço de comentários do blog do Dr. Jairo Bouer pode ser moderado. Regras de uso

 

Busca

 

O Autor

 

Dr. Jairo Bouer

Jairo Bouer é médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com residência em psiquiatria no Instituto de Psiquiatria da USP. A partir do seu trabalho no Projeto Sexualidade do Hospital das Clínicas da USP (Prosex), passou a focar seu trabalho no estudo da sexualidade humana. Hoje é referência no Brasil, para o grande público, quando o assunto é saúde e comportamento jovem, atendendo a dúvidas através de diferentes meios de comunicação.

Sobre o blog

 

Neste espaço, Jairo Bouer publica informações atualizadas e tira dúvidas sobre saúde, sexo e comportamento.

Histórico

 



 

© 1996-2010 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.